Instituto Ethos

Compartilhar

Projeto Núcleo Petropolitano de Judô – Duarte da Silveira

Eixo temático

• Direitos Humanos

• Comunidade e Sociedade

 

Data de início

Março de 2011

 

Principal objetivo da prática

Democratização do acesso à prática desportiva, por meio do judô, como forma de inclusão social para crianças e jovens, entre 6 e 17 anos, moradores do bairro Duarte da Silveira, no município de Petrópolis, no Estado do Rio de Janeiro.

 

Motivação

Ao lado da educação e da saúde, a atividade esportiva completa o tripé para a formação do jovem, razão pela qual tem sido frequentemente associada à aquisição de capital social, ou seja, aprender um esporte conduz ao desenvolvimento de hábitos necessários para a vida em sociedade.

Entendemos, assim, que é imprescindível estimular crianças e jovens à prática esportiva, que ensina a conviver, a competir, a lidar em grupo, ao lado dos benefícios que traz para a saúde, como disposição, postura e resistência física, além de criar hábitos saudáveis para a vida adulta.

 

Descrição da prática

O Projeto Núcleo Petropolitano de Judô – Duarte da Silveira está enquadrado na Lei de Incentivo ao Esporte (LIE) nº 11.438/06, segundo a qual a empresa pode utilizar 1% do Imposto de Renda devido, baseado no lucro real, para financiar projetos esportivos.

Para a inscrição de jovens no projeto, aproveitou-se o cadastro da Associação de Moradores do Bairro Duarte da Silveira, que já promovia aulas de judô para crianças e adolescentes da comunidade. Foram oferecidas 80 vagas, metade no turno da manhã e metade no da tarde.

Antes de iniciar as atividades esportivas, os inscritos foram submetidos à realização de exames médicos, feitos em parceria com o Posto de Saúde da Família existente no bairro. As aulas do projeto são desenvolvidas às terças e quintas-feiras, com 1 hora de duração – 50 minutos de aula prática e 10 minutos para o lanche.

Em 4 de agosto de 2011 foi realizada a aula inaugural do projeto, que contou com a presença da diretoria da empresa patrocinadora GE Celma, bem como de representantes da Firjan e do Sesi – Rio e Petrópolis.

Em 20 de outubro de 2012 ocorreu o Torneio Integração do Projeto Núcleo Petropolitano de Judô. O evento teve como objetivo estimular a confraternização e o convívio entre os alunos, profissionais, familiares, patrocinadores e equipe técnica.

Os jovens participaram de competições e demonstrações organizadas pela equipe técnica do projeto e foram condecorados com medalhas. Houve, ainda, a solenidade de entrega de faixa e certificado, pelos representantes do Sistema Firjan e da GE Celma, aos alunos que haviam realizado o teste de graduação no mês anterior.

Outra iniciativa bem-sucedida, em 4 de dezembro de 2012, foi a visita dos alunos ao Instituto Reação, do judoca Flavio Canto, como meio de promover a integração entre os participantes dos dois projetos. Na ocasião, o medalhista Flávio Canto participou de algumas das atividades com os alunos, entre treinos e demonstrações dos golpes.

 

Parcerias

GE Celma, empresa patrocinadora do projeto, e Ministério do Esporte, por meio da LIE nº 11.438/06.

O Sesi – RJ, representado pela Assessoria de Responsabilidade Social (Asser), é responsável pelo enquadramento do projeto na lei federal, por sua implementação e pelo acompanhamento das atividades propostas, seguindo uma metodologia de criação de indicadores quantitativos e qualitativos com base no modelo do Marco de Desenvolvimento de Base (MDB), que inclui análise da situação atual (marco zero), relatório de atividades, visitas de monitoramento e prestação de contas.

 

Investimentos

Foram investidos cerca de R$ 217 mil, ao longo do projeto, com a contratação de profissionais especializados nas atividades esportivas previstas e de assistente social, responsável pelo acompanhamento dos jovens e seus familiares, e para a realização do Torneio Integração.

 

Resultados e benefícios

No total, 80 alunos foram beneficiados pelo projeto.

 

Ferramentas de gestão

• Análise da situação atual – Levantamento de dados quantitativos e qualitativos, com base nos indicadores definidos, para avaliação dos resultados do projeto e o impacto deste sobre o público beneficiado.

• Relatório de atividades – Sua principal função é informar os financiadores sobre os principais avanços e problemas apresentados no decorrer do projeto, de acordo com os indicadores estabelecidos.

• Visita de monitoramento – Em conjunto com a instituição executora, analisa o andamento das atividades do projeto.

 

Contato

Nome: Simone Klein

E-mail: sklein@firjan.org.br

 

Dados da empresa

Nome: Sistema Firjan – Federação das Indústrias do Rio de Janeiro

Setor: Entidade Empresarial

Porte: Grande

Localização: Rio de Janeiro

Website: www.firjan.org.br

ESTUDO DO SISTEMA DE INTEGRIDADE NACIONAL, JÁ DISPONÍVEL Perfil Social, Racial e de Gênero das 500 maiores empresas do Brasil e suas ações afirmativas

CONTATO

© 2016 Instituto Ethos - Todos os direitos reservados.