ETHOS SOCIAL

ONU faz campanha por igualdade de direitos das pessoas LGBTI no mercado de trabalho


28/06/2018

Compartilhar

Brasil tem 23 empresas que aderiram ao código de conduta contra a discriminação sexual

Após um ano de reuniões ao redor do mundo dialogando pela inclusão de LGBTI no mercado de trabalho, a ONU criou padrões de conduta para que empresas, pequenas ou grandes, locais ou multinacionais, respeitem e ajudem a promover os direitos humanos de pessoas com essa identidade de gênero.

O lançamento da campanha de padrões de conduta para as empresas ocorreu na última terça-feira (26), em São Paulo, destacando que as companhias que apoiarem a iniciativa terão que assumir 5 compromissos:

  • Respeitar os direitos dos funcionários, gays, lésbicas, bissexuais, travestis transexuais e intersexo;
  • Eliminar a discriminação no ambiente de trabalho;
  • Apoiar as pessoas LGBTI;
  • Prevenir outras violações de direitos humanos;
  • Agir da mesma forma na esfera pública.

Um total de 153 empresas no mundo já apoiaram estes padrões, sendo 23 organizações brasileiras.

Padrões de conduta para as empresas
De acordo com o site da ONU “violência e discriminação contra lésbicas, gays, bissexuais, travestis, pessoas trans e intersexo (LGBTI) não podem ser eliminadas pelos governos sozinhos. As empresas podem fortalecer a diversidade e promover uma cultura de respeito e igualdade tanto no local de trabalho, quanto nas comunidades onde elas e seus parceiros comerciais operam”.

São várias as campanhas da organização contra a homofobia e em favor da igualdade. Quanto ao ambiente comprovativo, as Nações Unidas estão convocando empresas de todo o mundo para ajudar a avançar na direção de uma maior igualdade para as pessoas LGBTI.

Saiba mais sobre as campanhas da ONU nesta temática aqui.

Conscientização para a diversidade
Há tempos, o Instituto Ethos vem dialogando com as empresas quanto a urgente necessidade de inclusão do público LGBTQIA+ no ambiente corporativo. Em 2013 lançou o manual O Compromisso das Empresas com os Direitos Humanos LGBT, que pode ser lido aqui, e o vídeo produzido para apoiar as ações do manual que pode ser acessado aqui.

As Conferências Ethos também têm sido espaços de diálogo e sensibilização sobre a questão, como ocorreu em 2017 durante o painel LGBTQIA uma causa para as cidades e para as empresas, cujo a cobertura pode ser lida aqui.

No próximo dia 12 de julho, das 15 às 16h, o Ethos realiza o Webinar: Diversidade nas empresas, que busca promover “um olhar para os diferentes aspectos da diversidade e a promoção da inclusão e equidade de oportunidades”. Todxs podem se inscrever gratuitamente.

 

Por Rejane Romano, do Instituto Ethos

Foto: Josh Wilburne – Unsplash

© 2016 Instituto Ethos - Todos os direitos reservados.